Mais Lya

Reverberação

O destino trama os dias
e desfaz o sonho: demarca
meus contornos, partes
disso que sou e serei.

Quem sabe desejei demais:
milagres não me bastaram,
mas quando eu quis ser rainha
fui simplesmente humana.

A voz da vida insiste,
chama para o que salva
ou desatina:
nem sempre a entendi.

Palavras buscam sentido
para o que fiz, falhei,
conquistei e perdi
- ou que me abandonou
nalguma esquina.

(Talvez eu precisasse é dos silêncios.)

(Lya Luft em: Para não dizer adeus.)

*Gente, ando com preguiça e sono (dormindo tarde e acordando cedo). Desculpem a ausência e a falta de assunto.

Beijos.

13 Entra aí!:

Ferrockxia disse...

amei a parte "quando quis ser rainha fui simplesmente humana"

Elinha disse...

Muitas vezes, precisamos mesmo é dos silêncios...

ótimo fim de semana linda!!

xero.

Liciane disse...

Muito bonito, profundo. Adorei!

Também ando dormindo tarde...
Mas dormir é preciso!! Poucas horas de sono não é muito aconselhável...

Ânimo amiga!!!!

Beijos e bom findi!!!

Clara disse...

Monica tem nada não mesmo vc sem assunto "pessoal" os textos que vc posta são muito bons gostosos de ler e eentender!!
beijo menina !!

andreia inoue disse...

so o fato de vc sempre passar e deixar esses poemas para nos ja é tudo de bom,beijao.

Karol disse...

Oiii...passando pra desejar um ótimo final de semana
tudo de bom
bjos

Andressa disse...

Oiie :D

Tem um selo pra você no meu blog!

Se cuida!

=D

Adlianny disse...

Eu concordo plenamente com Andréia, só de passar e deixar essas preciosidades já tá bom demais...
Adorei o de hoje, principalmente a parte que precisamos de silêncio, tava vivendo essa fase.
Saudade amiga.

Daniel Oliveira - Stand up Comedy disse...

Relaxa acontece eu tbm toh super sem tempo,mas o poema é muito bacana,viu?

Bjuss

Lou disse...

Ê, Moniquinha, tá preguiçosa que nem eu...

Beijos

Mauri Boffil disse...

Lya arrasa e descanse

Dri Viaro disse...

Uma semana cheia de coisas boas.

hoje não pude ler pois estou com pressa, mas na próxima
virei com calma.

bjsss

Otário disse...

o que vale é o ser feito.
viver a vida sentado não
é vida que se preze.