Progresso.

Eu ia fazer outro post "cabeça", já estou cansando de falar sobre mim, mais especificamente sobre meus tormentos, mas hoje eu consegui algum progresso para a minha meta que se aproxima a cada dia. Consegui sentar durante 1 hora, estudar e assimilar aquilo que lia. Minha concentração ainda não está assim nenhuma "brastemp", mas meu esforço tem feito com que ela vá melhorando aos poucos. Anteontem tentei estudar Direito Civil, mas não consegui. Ontem tentei o Direito Penal e, enfim, empolguei-me com a matéria e tive um bom aproveitamento. Embora eu goste muito do Direito Penal, pois é uma matéria interessante para mim, não tenho coragem de trabalhar nessa área por causa dos perigos que ela pode proporcionar.

Tenho a mania de estudar fazendo resumo sobre o que entendi com minhas próprias palavras, pois coloco as coisas de forma mais direta e facilita a apreensão do assunto. O problema é que resumo toma muito tempo e o estudo acaba sendo mais demorado, mas tem a vantagem de eu não precisar ler tudo de novo quando for revisar a metéria, já que está tudo compactado direitinho.

Como não consegui acordar cedo, acabei não estudando muito e como amanhã é niver de mamis (60 aninhos e o orgulho dela por não ter mais que enfrentar fila e ter direito à vaga especial nos estacionamentos, segundo ela mesma...rs), ela me "pegou pelo pé" hoje à tarde para enrolar uns brigadeiros para a festinha que terá sábado e muito provavelmente me pegará mais tarde para enrolar mais algum docinho. Nem preciso dizer que filei uns brigadeiros, né? Estão uma delícia! Mal posso esperar o sábado...rs. Por falar no níver, tenho que ver o que darei de prasente a ela. Ferrada de grana do jeito que ando, nem sei...

Sobre o post anterior: Às vezes as coisas não são tão simples. É mais fácil colocar a culpa no preconceito do que enfrentá-lo. Não descarto a probalidade de a escola ter agido com preconceito quando barrou a música, mas, como eu disse e Lou também (de forma direta), não cabia ao professor levar essa polêmica para a sala de aula. Deveria tê-la resolvido com as pessoas envolvidas. E, a meu ver, se existe alguma apologia na música (e acho que não há), é ao álcool e não ao homossexualismo.

Kisses.

2 Entra aí!:

Lou disse...

Nhammmmmmmmmmmm, brigadeiro!!!
Eu quero , eu quero, eu querooooooo!
Ai, nem me fala de concentração, ando tão sem paciência para estudar... Meu dia tem 24h,mas, se eu enrolasse menos, pareceria mais.
Bisous

Mauri Stern Boffil disse...

Eu quero bolo! Feliz aniversário a sua mamis! A minha vai fazer (sem trocadilhos infames) 69 em Setembro