Lembranças + alma querendo reza.

Sábado fui com minha mãe visitar uma amiga dela e lá chegando, ocorreu uma coisa que eu até já tinha esquecido que me acontece sempre que surge oportunidade, inclusive a última vez foi com esse mesmo cidadão. Na última vez que estive lá, ele tinha comprado uma piscina de não sei quantos litros pra usar com a mulher, filhos etc. Pois bem, montou a tal piscina, colocou uma sunga e foi lá se banhar com a mulher que ficou me chamando pra ir ver a cena. Eu já não gosto muito de presenciar certas coisas e essas, então... Mas fui ao quintal e quando o cidadão me viu ficou pra lá e pra cá se achando o máximo e crente que eu tava adorando ver aquele buchinho pendurado que ele tem. Saí de fininho assim que pude. Quando foi esse sábado, assim que entrei a criatura ficou me olhando descaradamente. Detalhe: aproveitou que o filhino de 8 meses tinha gostado de mim e ficou usando isso como desculpa pra fazer graça.

Diante disso, lembrei que desde adolescente essas coisas acontecem comigo. Uma vez, na praia, eu estava no mar e tinha um casal na minha frente, a mulher de costas pra mim, abraçada com o cara e ele só me olhando. Sem contar alguns caras casados que se engraçam diretamente, chamando pra sair e tudo. Às vezes até penso que tem algo na minha testa informando a eles que eu me presto pra esse tipo de coisa...

Junto com o fulaninho lá do vinho reapareceu uma paixão virtual antiga ("paixão antiga sempre mexe com a gente, é tão difícil esquecer... basta um encontro por acaso e pronto, começa tudo outra vez..." rs) que mora em São Paulo e desde então tem se feito on com um pouco mais de frequência e sempre puxa papo comigo. O duro, gente, é que eu demoro pra desencanar, mas quando isso acontece, nem com a pessoa me oferecendo os anéis de Saturno eu amoleço. E acho que desencanei porque eu não podia nem ver o bonequinho verde do msn ao lado do nome dele que meu coração chegava a vir à boca e não tenho mais sentido isso, assim como ando me abusando com as tentativas dele de engatar um papo como os que a gente tinha antigamente. Domingo a coisa esfriou geral e ele começou a me mostrar vídeos engraçados do youtube. Não passamos nem meia hora conversando e eu já falei que tava com sono e ia dormir (mentira, fui assistir ao BBB...rs). Ele disse um "ok" meio xôxo. Acostumado a cair e me deixar falando sozinha, ou então se despedir primeiro, deve ter achado estranho mesmo. Coisa sem futuro por coisa sem futuro, eu fico com as que aparecerem por aqui mesmo, pelo menos abraço, beijo na boca etc etc... Será que esta pobre alma quer reza? Só espero não cair nessa de novo...


*Boa notícia do dia: acho que finalmente vou receber uns honorários que já deviam ter saído faz tempo! Aeeeee!!!

Besitos.

2 Entra aí!:

Lou disse...

Hahaha, homem casado folgado é o fima da picada.
Uma vez eu estava numa discoteca e tinha um sujeito lá com a namorada. A mulher virava as costas e ele ficava pedindo meu telefone, me chamando pra ir até o bar atrás dele e por aí vai. Ele chegou a ter o descaramento de quando a pobre coitada que estava com ele virou as costas, fazer uma lap dance pra mim, que nem go-go-boy! Ave Maria, eu não sabia se ria ou se chorava, huahauhauhaua...
É cada um que me aparece, vou te falar, viu.
Pois é, Monks, lá vou eu pagar a minha língua. De novo.
Beijinhos e parabéns pelo dindim, hueheuheu!

Mauri Stern Boffil disse...

uhauhauhaa, homem casado é o fim do apocalipse! Uma vez fui pra cama com um que se dizia solteiro, e depois do créu, ambos dormindo na cama, o celular dele tocou, ele atendeu e disse pra mim: "minha mulher chegou de viagem, você tem que sair!" eu praguejei tanto... que espero que o pinto dele realmente tenha caido na privada