Poema de Calabouço

Todo mundo
traz um amor
escondido dentro do peito,
trancado, mudo e amargo.

Um amor
que faz a vida
escorrer pelos dedos
e agarrar-se apenas em solitude.

sentir desespero,
loucura e tédio
por uma paixão morta
e a cada dia mais presente.

Resta-me remoer essas palavras
que me sangram as mãos,
que fecham o meu corpo,
por dentro e por fora
para o amor e pra tudo.

Caio Negreiros

**Crise existencial pós TPM e algumas constatações (ou devaneios) no feriado. Portanto, hoje vai ser um daqueles posts "só pra constar". Preciso dormir e queria dormir uns 2 dias seguidos. Queria também um universo paralelo, um mundo só meu onde tudo seria exatamente do meu jeito. Como eu não tenho como conseguir essas duas coisas, vou me contentar com uma noite de sono e tentar acordar vendo as coisas com outros olhos.

**Estou devendo um post sobre o livro "A Cabana" que finalmente terminei de ler e que estou querendo começar de novo, mas com a intenção de estudá-lo e não de apenas lê-lo.

Beijos.

3 Entra aí!:

Mauri Stern Boffil disse...

Uau!
Espero q as coisas estejam bem por ai!
Beijos, te espero no msn

Lou disse...

Ai, ai... Todo mundo tem um amor assim.
Se achar a saída para um universo paralelo, por favor, me mande um mapa.
Beijo!

andreia inoue disse...

esse universo paralelo eh desejo de todos ne?quem nao gostaria??
e eu tambem preciso de muitas horas de sono,dormi,acordar so para ter o gostinho de virar do outro lado e dormir mais,hahah!!!
beijaooooo!