"Vento traz você de novo..."

É impressionante como algo que julgávamos estar no passado ainda pode mexer conosco, principalmente quando gostaríamos que esse algo fizesse parte do nosso presente.

Semana passada tive um sonho com alguém que de alguma forma, nem que seja nas minhas lembranças, está sempre comigo.
Sonhei que acordava em sua casa, na sua cama e não sabia como tinha ido parar ali e ao acordar sentia uma angústia muito grande, pois sabia que ele não gostaria de me ver ali, já que estávamos distantes há algum tempo. E eu estava certa. Ao me ver ali, senti uma hostilidade enorme dele, havia outras pessoas também no quarto e ele ficava para dentro e para fora, enquanto eu arrumava umas roupas para sair dali. Era como se eu estivesse tomando consciência de que teria que partir, seguir minha vida e deixá-lo para trás, definitivamente. Foi então que todos saíram do quarto e ele entrou para conversar comigo, tentou explicar o que para já estava bem claro, mas não deixei que ele falasse, disse que entendia perfeitamente a decisão dele e pedi que não se preocupasse comigo. Não me dando ouvidos, ele disse: - " eu não posso ficar com você porque minha mãe não aceita."

O que ele não sabia era que, durante o tempo em que ele não apareceu no sonho, eu tinha conversado bastante com sua mãe (que inclusive não era a mãe dele na real, pois eu a conheço) e após a conversa ela me disse que ficaria muito feliz se nós ficássemos juntos. Quando falei isso, ele levantou surpreso, deu-me um abraço e um beijo. Acordei...

Acordei cheia de saudade, querendo que tudo aquilo tivesse realmente acontecido, mas foi sonho... Bom, uns 4 dias depois ele entrou em contato, dividiu comigo as alegrias de momentos importantes de sua vida, dando a entender que de alguma forma eu merecesse fazer parte desse momento. Não sei se eu participei da forma como devia, ou como ele esperava. Gostaria de estar presente naquela ocasião tão importante, mas não o fiz... Talvez por medo de estar no lugar errado e na hora errada, já que, durante o tempo em que nos conhecemos, nunca me tenha sido dada a chance de compartilhar de seus momentos, pensamentos, sentimentos, enfim... Preferi me manter distante, como sempre fui mantida até então, torci pelo seu sucesso e desejei que tudo ocorresse de forma perfeita, ou perto disso, para que ele se sentisse feliz e realizado.

Essa situação me lembrou a música "O Vento", do J Quest: "Voe por todo mar e volte aqui pro meu peito..." Porque é assim que eu sinto em cada reaproximação; algo nos distancia e nos une, mas gostaria de saber porque você sempre volta e nunca fica...


2 Entra aí!:

Kei ^^ disse...

Eis a questão, nunca fica! isso é que dói, mas pelo menos têm algo a ser resgatado. Pense nisso. É bom desabafar. ^^ Beijos

Defunto disse...

Sim querida, eu voltei!
E agora entrarei mais vezes por aqui.
De vez em quando alguns sonhos nos impressionam, por parecer tão real, ou por algo que realmente é o queremos, ou por um medo que possuímos, etc..
Ainda bem que são apenas sonhos, nada real.
Bjos