Labirinto

Ontem teve uma bruta chuva em minha cabeça,

mas eu dormia.

Não escutei sequer

os trovões das palavras...

Acho que ainda te amava

mas, a cada paixão relâmpago

eu te perdia sempre mais.

Amanheceu

e não parecia dia...

Pelo menos estava com vida.

Não fiz o que era de costume...

Peguei nosso caminho e construí

um labirinto.

(Caio Negreiros)





*Gente, eu acho mesmo que devemos tratar as pessoas pelo menos com educação. Mas claro que não se deve forçar as coisas, tem que ser natural, senão não adianta. Também não sou santa. Tenho minhas diferenças com algumas pessoas, mas tenho conseguido pelo menos silenciar ao invés de soltar os cachorros, como fazia antes. Mas se a pessoa provoca e insiste, não consigo me controlar e solto o verbo. Foi um momento de filosofia. Lembrei da discussão que esse questionamento deu e eu sustentei esse ponto de vista, mas fui taxada de falsa. Uma coisa é você falar "obrigada, "bom dia", "com licença", "por favor" e outra bem diferente é se aproximar por interesse, conversar como amigos de infância e depois sair malhando alguém. Pelo menos pra mim é diferente. Há pessoas que se eu puder evitar de encontrar, evito, claro. Mas, não sendo possível, tento controlar a animosidade.

**Sem paciência, idéias e disposição pra escrever (acho que é porque ando filosofando demais e cansando tico e teco), portanto, ctr + c; ctr + v mode on!

***Cabelos devidamente avermelhados e escovados, o que provavelmente me fará rejeitar um convite à praia amanhã, além do fato de TER que estudar e fazer as unhas.

****Quem sabe amanhã escrevo algo decente e trivial.

Bom domingo!

Música: Jeito de Mato, com Paula Fernandes.

6 Entra aí!:

Sandra Timm™ disse...

Lindo Poema!

Vc É uma pessoa educada. Eu é que não sou!!!!!

Cabelo vermelho é tudo, mas dá trabalho, né? Eu vermelhei o meu traveiz. E com vontade!

Agora faça as zunhas pra combinar, "mutchatcha"!!!!!!

exoticlic.com disse...

educação é importante mas hora ou outra qualquer um perde as estribeiras

byfranzao disse...

Educação é o limite do bom senso que possuímos.

Bom domingo amore!

Lou disse...

Ah, eu sou mais ou menos educada.
Não muito.
É que a minha tendência é perder a paciência com as pessoas. Daí para a grosseria costuma ser um pulo.
E olha que me controlo! (Imagina se não me controlasse.)

Aê, banho de salão, hein? É bom demais, né?

Duas pessoas fecharam o trabalho do professor, Monks.

Beijão!

A Língua Nervosa disse...

Sobre os ânimos...uma vez uma cunhada minha me chamou de Geiser...são aquelas nascentes eruptivas de aguas quentes!!! Isto foi porque um dia eu explodi na casa dela...não com ela, mas com o irmão dela..ou seja ...meu marido...é que ele tinha dito na mesa q eu tava mentindo...e eu não minto de jeito e maneira...e aí eu peguei fogo...sai bufando da mesa e sai de casa...nestas horas eu prefiro me isolar ao dar um piti. Mas aprendi com o tempo que as vezes é melhor soltar os cachorros mesmo...afinal engolir tantos sapos não faz nem bem!
Mas, na maioria da vezes, eu acabo desgustando os sapinhos hahahahahahaha mas juro juro juro que a vontade q me dá é de ser bem sincera com quem merece sabe....mas as vezes o silencio faz mais sentido!!! Acredito que quando criticamos alguém com amor...aí vale a pena, mas criticar por criticar, pelo simples fato de não gostar...é melhor o silêncio!
abraçãoooo

A Língua Nervosa disse...

Salão de belezaaaaaaaaaaaaaaaa...meu bem faz 6 meses q não sei o que é isso! Agora as unhas..eu mesma faço!! :)
coloque logo uma fotinho de sua cabeleira foguenta ai, meu bem!!!
beijos